B L O G DOS E S P Í R I T O S

domingo, 4 de maio de 2014

Músicas com poemas de Augusto dos Anjos

Entrevista com José Henrique Martiniano
Por Orson Peter Carrara
O Consolador - 4/5/14

"Augusto dos Anjos tem 
um estilo forte e marcante"

O músico e compositor paulista fala sobre as músicas que compôs, tendo como letras poemas de Augusto dos Anjos, o poeta que mais contribuiu para a conhecida obra
Parnaso de Além-Túmulo

              De onde veio seu interese pela musica?
             Desde os 11 anos de idade toco violão. Aprendi com minha prima Regina, que era minha vizinha. Componho desde criança, mas não me atreveria mostrar as minhas primeiras obras. Faça música e letra. Ultimamente, mais música, pois tenho descobeerto poetas maravilhosos.

             Como surgiu seu interesse pelos versos de Augusto dos Anjos?
             Em 2010 tomei contato com o livro Parnaso de Além-Túmulo, primeiro livro psicografado por Chico Xavier, aos 22 anos de idade, e lançado em 1932. Descobri entre os 259 poemas atribuídos a 56 poetas brasileiros e portugueses, as poesias do Espírito Augusto dos Anjos. Por minha formação musical e engenharia, identifiquei-me muito com o estilo poético-científico de Augusto e com a profundidade de suas poesias. Ele tem um estilo forte e marcante. Mistura alta filosofia com coisas corriqueiras da química, física e biologia.
         
              Situe em uma síntese biográfica, a personalidade do poeta para nossos leitores.
             Augusto morreu cedo, aos 30 anos. Deixou um único livro intitulado EU, que foi suficiente para o colocar entre os maiores poetas brasileiros. Tinha uma profunda obsessão pela morte, por esse motivo ficou conhecido como o "poeta da morte". Nota-se, ao comparar sua obra antes e depois do desencarne, uma profunda mudança de visão, de materialista convicto, para um grande filósofo espiritualista.

               Como surgiu o CD?
             Da leitura do livro Parnaso do Além-Túmulo. Ao ler as poesias do Espirito Augusto dos Anjos, fiquei muito sensibilizado e com uma grande vontade de musicá-las. E foi o que eu fiz.

               Qual o nome do CD?
               Número Infinito, nome da primeira poesia de Augusto dos Anjos, psicografada por Chico Xavier, em contraponto à sua última poesia escrita em vida, Último Número. Esses versos são muito importantes, poqu emostra uma grande mudança do ponto de vista do poeta desencarnado, em relação ao seu marcante materialismo em vida. Vale lembrar que isso não ocorreu de imediato, visto que já estaos comemorando 100 anos de sua morte. Quem batizou o CD foi meu amigo Julio Corradi, músico e produtor cultural do portal SER. Eu achei perfeito.

              É qual o conteúdo?    
              O CD é composto por 11 faixas, sendo 10 poesias do Espírito Augusto dos Anjos e um prefácio de Allan Kardec, todas musicadas por mim. Musicalmente, as composições têm influência da música brasileira, do jazz e da música erudita. Além de dois cantores maravilhosos que interpretam as canções, Adriana Gennari e Andre de Souza, convidei o coral "Coro e Osso", que atua em todas as faixas do CD, criando a sonoridade e a atmosfera apropiadas aos arranjos. Também utilizamos uma pequena orquestra de cordas, que acrescentou muito ao trabalho.

             Qual a data de lançamento?
            Ainda não temos a data precisa do lançamento, mas provavelmenrte será ainda no primeiro semestre deste ano. O CD será lançado pelo Portal SER (http://www.portalser.org) de Belo Horizonte-MG, sendo toda renda revertida àquela instituição, que tem um trabalho respeitável na divulgação do Espiritismo, através de livros, CDs e DVDs.

              Qual a sua opinião sobre a dissertação de Mestrado, apresentado por Alexandre Caroli na Unicamp?
              Caroli apresentou dissertação de Mestrado sobre alguns dos poetas do Parnaso Além-Túmulo, inclusive Augusto dos Anjos e defendeu tese de Doutorado sobre o caso Humberto de Campos (Irmão X). Ambas pela Unicamp. De seus estudos concluiu: "os textos piscografados continham marcas de autoria dos escritores falecidos, tanto no conteúdo como nos aspectos formais, em um nível que ia muito além da simples imitação". Isso no Curso de Letras e Linguísticas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Instituto de Estudo da Linguagem.

         Vivemos o centenário de morte de Augusto dos Anjos. Isso enseja eventos comemorativos. Foi uma coincidência o CD ser lançado neste ano?
                 Desde 2010, estamos trabalhando na composição, arranjos e gravação de um CD com obras do Espírito Augusto dos Anjos, o poeta que mais contribuiu (em número de poesias), para o primeiro livro de Chico Xavier, Parnaso de Além-Túmulo. Após a conclusão do trabalho, no final do ano passado, tomamos conhecimento de que em 2014 seria comemorado o centenário de morte de Augusto dos Anjos. Isso nos surpreendeu muito, parecendo até algo feito por encomenda.

                Você tem algo marcante a relatar de sua experiência musical e sensibilidade perante esses versos inspiradores? 
                    Alguem que escreve uma poesia como a que transcrevo a seguir é um ser inspirado e inspira quem as lê.

                      Matéria Cósmica
                   
                    Glória à matéria cósmica, a energia
                      Potencial que dá vida aos elementos
                    Base de portentosos movimentos  
                     Onde a forma se acaba e principia.
             
                Sistematização dos argumentos 
        Que elucidam a Teleologia:
                Dentro da força cósmica se cria
                  A fonte mater dos conhecimentos.
   
                         É do mundo o Od ignoto, o éter divino,
                       Onde Deus grava a historia do destino
                             Dos seus feitos de Amor no Amor imerso.

               Livro onde o Criador Inimitável
                                 Grava, com o pensamento almo e insondável
                  Seus poemas de seres e universo


                    Suas palavars finais.
                  O que eu acho depois de ler toda essa maravilha literária, é que os críticos de literatura deveriam pesquisar mais sobre Espíritos e médiuns, ou, em caso contrário, atribuir a Chico Xavier o título de maior escritor de todos os tempos.
              

Nenhum comentário:

Postar um comentário