B L O G DOS E S P Í R I T O S

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Obsessão - 3

(continuação)

Do Espiritismo

Em A Gênese, está registrado no Capítulo XIV, item 14: 
"Pelo pensamento, os Espíritos imprimem aos fluidos espirituais tal ou qual direção, aglomerando-os, apresentando uma aparência, uma forma".
Vemos ainda, no ítem 18:
"O pensamento do encarnado atua sobre os fluidos espirituais, como o dos desencarnados, e se transmite de Espírito a Espírito."
E no item 20:
"O pensamento, portanto, produz uma espécie de efeito físico que reage sobre o moral".
No livro Universo e Vida, do autor espiritual Áureo , psicografia de Hernani T. Sant`Anna (página 80, 1998, FEB), encontramos:
"Necessário entendamos que as formas-pesnamentos (sic) nem sempre são concentrações energéticas facilmente desagregáveis. Conforme a natureza ideoemotiva de sua estrutura e a intensidade e constância dos pensamentos de que se nutrem, podem tornar-se verdadeiros carcinomas, monstruosos ´seres` automatizados e atuantes, certamente transitórios, mas capazes, em certos casos, de subsistir até por milênios inteiros de tempo terrestre, antes de desfazer-se."

Da Teosofia

O cientista italiano Ernesto Bozzano (1862-1943) realizou diversos experimentos para a detecção das chamadas formas-pensamento (usando inclusive da fotografia) e cita em sua obra Pensamento e Vontade (FEB) os pesquisadores teosofistas Annie Besant e C.W. Leadbeater, apresentando o seguinte trecho explicativo com relação ao tema:
"Todo pensamento cria uma série de vibrações na substância do corpo mental, correspondente  à natureza do mesmo pensamento, e que se combinam em maravilhoso jogo de cores, tal como se dá com as gotículas  de água desprendidas de uma cascata, quando atravessadas pelo raio solar, apenas com a diferença de maior vivacidade e delicadeza de tons.
O ´corpo mental`, graças ao impulso do pensamento, exterioriza uma fração de si mesmo, que toma forma correspondente à intensidade vibratória, tal como o pó de licopódio que, colocado sob um disco sonante, dispõe-se em figuras geométricas, sempre uniformes com as notas musicais emitidas.
Ora, este estado vibratório da fração exteriorizada do ´corpo mental` tem a propriedade de atrair a sim, no meio etéreo, substância sublimada análoga à sua.
Assim é que se produz uma ´forma-pensamento, que é, de certo modo, uma entidade animada de intensa atividade, a gravitar em torno do pensamento gerador..." (Formas de Pensamento, A. Besant e C.W. Leadbeater, 1969, Ed. Pensamento).
A Teosofia considera ainda que formas-pensamento são "elementos-artificiais, assim chamadas porque são formas dadas a uma porção de essência elemental pelos pensamentos da humanidade, e podem operar sobre o homem de maneira benéfica ou maléfica, segundo a natureza de tais formas mentais"
(CONTINUA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário